Como reduzir os custos financeiros de uma empresa

Como reduzir os custos financeiros de uma empresa?

Aumentar a receita não deve ser o único objetivo da gestão financeira de uma empresa. Também é preciso pensar em equilibrar os custos financeiros, garantindo mais disponibilidade de recursos para uma atuação estratégica.

Para diminuir os gastos, entretanto, você deve ter uma visão ampla do negócio e da sua utilização de recursos. Dessa forma, fica mais fácil perceber quais são os pontos de melhoria e, a partir de então, agir sobre eles.

Quer descobrir como reduzir os custos da empresa? Veja dicas que podem ajudar!

O que são os custos financeiros de uma empresa?

A gestão financeira de um negócio é baseada no gerenciamento de dois elementos principais: os ganhos e os custos. Nesse contexto, os custos financeiros correspondem aos gastos que envolvem operações relacionadas à atividade-fim.

Logo, eles incluem custos com produção, pessoal, matéria-prima, captação de clientes e mais. Mas é importante notar que o custo não é o mesmo que uma despesa. No geral, as despesas são associadas aos gastos administrativos e de manutenção do empreendimento e de seus processos.

Por que reduzir esses custos na financeiros?

Agora que você entende o que são os custos financeiros, vale a pena pensar nos impactos que eles têm para os resultados do negócio. Esses gastos podem afetar, por exemplo, o nível de lucratividade.

Se os custos forem elevados, a empresa pode ter problemas para ser mais eficiente. Em casos extremos, ela pode se tornar economicamente inviável. Afinal, isso pode afetar seu posicionamento no mercado e impedir a conquista e manutenção de um diferencial competitivo.

Além disso, gastos excessivos impedem que a companhia seja financeiramente sustentável. Se as contas são mais altas e os ganhos reduzem, torna-se difícil pagar os custos em dia. Por isso, equilibrar a questão financeira empresarial é indispensável.

Para médias e grandes empresas, esse cuidado é especialmente necessário. Isso porque as medidas adequadas de redução dos custos não afetam apenas a continuidade ou consolidação do empreendimento. Elas também se relacionam com os planos referentes à presença no mercado.

Um negócio que tenha interesse em abrir capital na bolsa de valores, por exemplo, precisa ter boa saúde financeira. Desse modo, ele conseguirá atrair investidores e poderá captar mais recursos.

Como reduzir os custos financeiros de um negócio?

Ciente da importância do equilíbrio das finanças, é necessário pensar em como diminuir os valores gastos na empresa. Esse processo exige uma boa organização financeira empresarial e uma estratégia eficiente.

Por isso, veja dicas para colocar em prática no seu negócio!

Mapeie a situação financeira atual

O primeiro passo envolve realizar um diagnóstico do cenário das finanças. É preciso identificar quais são os maiores custos com a venda de produtos ou prestação de serviços e como eles se distribuem entre os setores.

No geral, mapear a situação financeira permite ter visibilidade sobre a composição dos gastos e, assim, encontrar possíveis gargalos. Essa etapa também é relevante para entender qual é o impacto que cada mudança pode causar nas finanças empresariais.

Identifique os custos que podem ser reduzidos

O próximo passo envolve o reconhecimento dos pontos que podem ser modificados para melhorar a gestão financeira. A intenção é saber quais custos realmente podem ser reduzidos e quais não devem ser alterados.

Dependendo do caso, pode fazer sentido realizar mudanças no ambiente de trabalho para diminuir o consumo de energia elétrica, por exemplo. Porém, pode não ser interessante economizar na matéria-prima, pois isso pode afetar a qualidade da entrega e a experiência do cliente.

Logo, tenha em mente que a ideia não é cortar todos os custos ou promover uma redução indiscriminada. Em vez disso, use o mapeamento para encontrar oportunidades reais e significativas de economia inteligente.

Avalie o regime tributário

Uma das formas mais eficientes de encontrar custos financeiros que podem ser cortados é avaliar o pagamento de impostos. Afinal, muitas vezes a empresa paga mais tributos que o necessário, sem que isso reflita qualquer benefício para os clientes ou para a consolidação da companhia.

Por isso, vale a pena fazer um planejamento tributário. Por meio dele, você encontrará oportunidades de pagar menos imposto de forma totalmente legal. Entre as medidas, está a avaliação do regime tributário.

Dependendo da faixa do faturamento, da composição do lucro e dos resultados financeiros do negócio, pode ser mais interessante desenquadrar de uma classificação e seguir para outra. Assim, é possível reduzir o pagamento geral de impostos sem prejudicar a situação fiscal da empresa.

Negocie com parceiros e fornecedores

Para obter economia nos custos financeiros, também pode ser adequado buscar os parceiros e fornecedores do negócio. A ideia é conquistar condições mais facilitadas e que sejam compatíveis com as necessidades e características do empreendimento.

Uma forma de fazer isso é renegociar um contrato de fornecimento. Dessa forma, é possível ter condições melhores para o pagamento — como preços mais baixos ou um período de carência mais amplo.

Dependendo da situação, é viável trocar uma dívida mais cara por outra mais barata. Ao recorrer ao mercado de capitais, por exemplo, você pode usar o montante obtido pela emissão de um título de dívida com juros menores para pagar uma obrigação com juros mais elevados.

Essa decisão pode gerar uma economia direta e permite que o negócio aloque melhor os recursos entre outras obrigações da companhia. Logo, é uma das possibilidades para reduzir custos financeiros com inteligência na sua empresa.

Busque as melhores alternativas de crédito

Outra estratégia para reduzir os custos financeiros é buscar as oportunidades ideais quando o negócio precisa obter crédito. Essa é uma parte importante da educação financeira e que pode fazer a diferença ao longo do tempo.

Pensando no mercado financeiro, a empresa pode recorrer à emissão de títulos de renda fixa, por exemplo. Eles costumam ter juros menores que financiamentos e empréstimos. Assim, é possível obter recursos pagando menos do que em outras modalidades disponíveis.

Faça uma gestão financeira de qualidade

Além das dicas anteriores, é fundamental realizar uma gestão financeira que seja de alta qualidade. Afinal, por meio dela há como controlar as obrigações financeiras atuais e tomar decisões melhores quanto às obrigações que serão assumidas.

Nesse contexto, vale a pena recorrer à automação de processos. Por meio das ferramentas certas, como uma solução tecnológica de monitoramento e controle, você terá visibilidade sobre as obrigações. Com isso, poderá se planejar para conseguir a melhor performance financeira.

A partir dessas dicas, agora você sabe como reduzir os custos financeiros de uma empresa. Assim, é possível tornar o negócio mais competitivo e com uma situação financeira mais equilibrada. Então aproveite para colocar essas orientações em prática!

Essas informações foram úteis? Se quiser conhecer o que o mercado de capitais tem a oferecer para o seu negócio, fale conosco da Laqus!

Acompanhe:

Endereço: Av. Pedroso de Morais, 433 - 9º andar - São Paulo - SP - E-mail: contato@laqus.com.br

O seu endereço de e-mail será usado com a finalidade de uma oportunidade, notícia sobre nosso ecossistema
e contato da Laqus. encarregado pela LGPD para: Laqus Ltda - Andréa Vilalba - Telefone: (11) 3522-4022